Língua Portuguesa

Porque, porquê, por que ou por quê?

Escrito por Lara

Texto originalmente publicado no Blog do Colégio Córtex.

Já teve dúvida na hora de escrever um desses quatro porquês? Não se preocupe, você não está sozinho. É hora de revisar a teoria!

1) “Porque” (conjunção explicativa ou causal) – Possui o mesmo valor semântico de pois, uma vez que, tendo em vista que. É utilizado para explicar ou mostrar a causa de alguma coisa.
Exemplo: Ele não foi buscá-la porque (uma vez que) não teve tempo.

2) “Porquê” (substantivo) – É utilizado como sinônimo de razão, motivo e geralmente vem antecedido por alguma expressão que o determine (como artigo, pronome ou numeral).
Exemplos:
Não há um porquê (motivo) para a ausência de minha mãe aqui.
Seus porquês (suas razões) não convenceram.

3) “Por que” pode ser empregado em duas situações:
a) Por (preposição) + que (pronome interrogativo) – É utilizado geralmente no início de perguntas e equivale a por qual razão, por qual motivo.
Exemplo: Por que (por qual motivo/razão) você não veio me buscar? Em um número menor de vezes, pode aparecer no meio da pergunta direta.
Exemplo: Ele não disse por que (por qual motivo/razão) não veio me buscar?

A pergunta pode, ainda, ser feita de forma indireta (sem ponto de interrogação).
Exemplo: Juliana deseja saber por que (por qual motivo/razão) eu dormi tão cedo.
b) Por (preposição) + que (pronome relativo) – É utilizado como sinônimo de pelo(a)(s) qual(is).
Exemplos:
A situação por que (pela qual) passamos foi difícil.
“Só eu sei as esquinas por que (pelas quais) passei.”

4) “Por quê” (preposição + monossílabo tônico) – É utilizado ao final de frase (interrogativa direta ou indireta), antes da marca final de pontuação (ponto final, interrogação, exclamação) ou de reticências.
Exemplos:
Peço para que não lhe conte por quê.
Ele fez isso por quê?
Sei que ela está em silêncio há horas, mas não aconselho que você lhe pergunte novamente por quê!
Ele me deu uma má resposta e eu não entendi por quê

Autoria: Professores Mário Vasconcelos e Lara Brenner

Deixe seu comentário

1 comentário